Corporativismo no Cyberpunk


Visões de ArtNexus
- editado por Filipe Dias


Todos aqueles que curtem o universo CYBERPUNK já teve contato com o termo. Entretanto, apesar de ser bem entendido, às vezes, não conseguimos visualizar como uma sociedade democrática do início do século 21 tem os seus direitos perdidos para o poder econômico das megacorporações. ArtNexus, um de nossos leitores, revela nesse artigo como poderia ser essa linha de tempo tão avassaladora.

Corporativismo, nada mais é que um sistema de governo controlado por empresas. Durante anos, governantes de vários países subdesenvolvidos utilizavam o sistema de pão e circo para manter a população sobre controle, fazendo com que a população acreditasse estar tudo bem, quando na verdade as coisas estavam piorando.

Chegou um momento que nas sociedade mal administradas, programas básicos começaram a faltar para a população.

Uma sociedade que falta os serviços básicos entra em declínio e só lhe resta revolta-se. Explode guerras civis em várias cidades. Os políticos, hábeis na arte de governar em causa própria, se trancam em condomínios com sistemas de segurança high-tech e esquadrões de guarda-costas bem pagos.

Eis que surgem o oportunismo corporativista. As megaempresas prometem ajuda aos governos corruptos e assumem o comando das cidades. Confiando em sua gestão privada, os governos outorgam a essas empresas áreas e poder de decisão.

Um novo apartheid surge. Uma separação econômica provocada pelas corporações. Aqueles que trabalham para elas, passam a residir em áreas corporativas, guardadas fortemente por esquadrões de mercenários e com quase todos os direitos garantidos. Aqueles que não tem utilidade sobrevivem fora. Nas cidades altamente violentas, superpopulosas e decadentes.


Não há mais espaço para revoltas, pois os exércitos das corporações tem o direito de suplantar quaisquer formas de manifestações, usando de quaisquer meios. A paz reina no mundo dos ricos.”

9 comentários:

  1. Muito doido, druida, de longe o meu cenário favorito, tanto shadowrun, gurps cyberpunk ou cyberpunk 2020. Um cenário complexo, com ligações tanto em nossa realidade, quanto em um mundo surreal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lan, sempre me surpreendo com a sua visão do cenário cyberpunk. Agradeço pelo envio do texto. Ficou muito bom. Só ele rendeu mais de 80 visualizações somente hoje.

      Para mim, também o CYBERPUNK é um cenário que reflete a nossa realidade, só que, levado ao extremo.

      O bom da sua visão é que ajuda novos jogadores a entenderem o cenário e melhorarem o nível do jogo.

      Em breve, postarei os outros que me enviou.

      Excluir
    2. Pena, não termos um grupo de cyberpunk aki em bh, todos querem jogar fantasy.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Opa, esqueci de comentar, seu artigo é o Top 10 da semana e o Top 3 do mês. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero poder ver mais jogadores se interessarem pelo cenário.

      Excluir
    2. Estava trocando idéia com o pessoal lá no Sétima e acho que dá para conseguir alguns jogadores lá.

      Excluir
  4. Lan, você realmente está de parabéns! Os seus textos sobre o gênero cyberpunk são sempre finos! Nunca escondi a vontade que você se tornasse um colaborador fixo aqui no blog, e creio falar pelo Filipe também. O que você me diz?

    ResponderExcluir