GURPS - simples assim!


 GURPS, mas que nome é esse? 
(por Filipe Dias)

GURPS são as iniciais de Generic Universal RolePlaying System. No início, a sigla era uma bricadeira enquanto o jogo era desenvolvido. Entretanto, Steve Jackson e sua equipe não conseguiram um nome melhor. Assim, em 1986,a primeira edição desse maravilhoso RPG foi lançada.

GURPS se resume no próprio nome. Trata-se de um sistema “genérico”, as regras básicas são simples, mas permitem um nível de detalhamento extremo, conforme a preferência dos jogadores. É universal, pois como o sistema enfatiza o realismo, as regras se encaixam em quaisquer cenários: Space, horror, fantasia medieval. A criação de personagens enfatiza o Roleplaying; o jogo te permite criar personagens que possuem um personalidade única e enfatiza a interpretação. E por fim, “System” – GURPS é um sistema de regras para RPG.

Em sua quarta edição, o livro básico é composto pelo GURPS Personagens e GURPS Campanhas. Esse em processo de tradução pela DEVIR. Os personagens são baseados em quatros atributos: Força (ST), Destreza (DX),Inteligência (IQ) e Vitalidade (HT). Vantagens, Desvantagens e Perícias determinam todas as características dos personagens que os tornam únicos.

A base do sistema também é simples. Os testes são baseados em três dados de seis faces. Todas as jogadas de habilidades são feitas da mesma forma; rola-se três dados e se a soma for menor ou igual a sua habilidade, você é bem sucedido. Às vezes, modificadores impostos pelo mestre facilitam ou diminuem as suas chances.

GURPS possui uma infinidade de suplementos que ajudam a dar mais sabor para as aventuras e novas opções para os jogadores. Entretanto, na essência, ele continua o mesmo! É um sistema simples, flexível, realista e genérico!

20 comentários:

  1. Sem mais a acrescentar, viva o GURPS rsss

    ResponderExcluir
  2. Galera, sou suspeito para falar sobre o GURPS. São 17 anos jogando o sistema. Bem, para mim tem as melhores regras e me permite jogar em todos os cenários!

    Sem falar que é dependendo do mestre é uma boa plataforma para o modo Old School de jogar!

    ResponderExcluir
  3. Enfatizar o role-play não concordo. Na verdade não faz diferença via de regra, as fichas são extremamente detalhadas, o que na minha opinião complica a capacidade do jogador de interpretar. O sistema ser universal é verdade, porém jogar GURPS sem os suplementos não tem o menor sentido, pelo - na minha opinião, dá um trabalho imenso criar vantagens desvantagens etc para desenvolver uma ambientação sua. Enfatiza o realismo errr na verdade não, magias, entre outras coisas futuristicas nao são reais rs. Pra mim é um jogo que tem muito valor histórico para o RPG, é um bom RPG porém BEM longe de ser o melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LP, a enfase do Role-play está nos personagens. Eles possuem características que levam a uma interpretação minuciosa.

      Excluir
  4. Morro de vontade de jogar GURPS, mas ainda não consegui. Agora que comprei a 4e, só falta achar um grupo!

    ResponderExcluir
  5. Kalango, comprei o Gurps Banestorm novamente e já comecei a traduzir alguns textos. Em breve lhe passo.

    Para minha surpresa o Gurps Low Tech 4a. Edição acabou de ser lançado e, obviamente, o comprei!
    Aguarde-me com as novidades!

    Abraço!
    LONGA VIDA AO GURPS!

    ResponderExcluir
  6. LP O GURPS 4ed trás todas as vantagens e desvantagens para se criar os personagens. Os suplementos apenas complementam o jogo. Alguns, na minha opinião são até desnecessários na Quarta Edição, como o Psionics e o Powers.

    Qdo falo que enfatiza o Roleplay, é por causa do sistema de desvantagens, que realmente cria uma personalidade para os personagens.

    Cabe ao mestre e ao jogadores assumirem a Interpretação!

    ResponderExcluir
  7. Extremamente detalhadas?
    É basicamente Atributos, vantagens e desvantagens.
    O resto são basicamente contas feitas antes do jogo pra facilitar a vida.

    Quanto a realista, o fato de ser fantasia não muda o fato de ser realista ou cinematográfico ou aloprante.

    Os conceitos básicos do GURPS são bem simples. E, como se disse já aqui, pode-se, a partir daí, adicionar as regras opcionais que se quiser pra se detalhar mais as coisas. Ou Não!

    Todos os outros sistemas que já vi as regras, achei confusas demais. Isso de ter caractarísticas exclusivas de cada tipo de personagem dá nó na minha cabeça.

    Dos que eu já vi, GURPS é o melhor, sem dúvidas.

    ResponderExcluir
  8. Ótimo pergaminho! Mesmo para aqueles que não jogam o sistema.

    ResponderExcluir
  9. Ótimo post sobre GURPS, meus parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Obrigado Senhores! Guardada as controvérsias é um ótimo sistema!

    ResponderExcluir
  11. muiiiiiiiiiiiiiittttttoooooooo booooooommmmmmmmmmmmm
    e druida , eu posso colocar esse post lá em algum lugar na arena como : o que é gurps ?

    ResponderExcluir
  12. Contando que faça referencia ao RPGames Brasil!!!! Sem problemas!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. L.P, por realismo pode-se ler verossimilhança. Em um sistema genérico é mais fácil partir de regras realistas, decompondo-as à necessidade de adaptá-las a cenários improváveis, do que fazê-lo por quaisquer regras arbitrárias. Se mesmo um quadro surreal de Dali se baseia em realidade, assim também o fazem ambientações sobrenaturais e fantásticas. GURPS tem sim regras (excelentes) para jogar "fora da realidade", afinal é um sistema genérico, ninguém aqui está dizendo que ele se reduz ao realismo. Mas eu diria sim que GURPS enfatiza o realismo, pelo que expliquei no início.

    ResponderExcluir
  14. Ah e antes que eu me esqueça, parabéns Felipe pela matéria! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonheart, valeu pelo comentário.

      Você tem razão. Como GURPS parte do realismo, basta acrescentar alguns elementos para ele ficar fantástico. Com isso, inúmeros suplementos foram criados!

      Excluir