Uma sessão de Call Of Cthulhu - Parte I

Preparação, personagens e, perdendo sanidade

- por Filipe Lutalo

Uma das metas de 2019 era voltar a jogar RPG. Ela foi concluída nos últimos dias do ano, que contou com a contribuição de amigos para jogarmos a aventura A Assombração.
Essa postagem eu dividirei em três pares: Preparação, Personagens e Perdendo a Sanidade, assim, vocês rpgamers podem consultar partes específicas do artigo e ir direto ao ponto.
Em Preparação, falarei sobre como organizei a sessão. Escolha do sistema, tipo de jogo, organização da sessão.
Em Personagens, apresentarei os personagens criados, suas fichas e história.
Perdendo sanidade é um pequeno diário de campanha baseado nos fatos ocorridos na sessão de jogo.

Preparação

Optei pelo RPG, Chamado de Cthulhu 6ª Edição. Essa escolha se baseou no perfil dos jogadores que convidei para a mesa. Os motivos para a escolha foram: os jogadores eram maiores de 16 anos; metade do grupo nunca tinha jogado RPG; o jogo permite uma interpretação mais livre dos personagens, o que facilita o aprendizado dos novos jogadores; queria jogar algo desafiador e instigante para mim, como mestre.
Adequar o jogo às expectativas dos jogadores e do mestre é fundamental para a diversão de todos. Afinal, estar horas em volta de uma mesa jogando algo pode ser desgastante se a maioria desejava estar em uma aventura de capa e espada ou assistir a um filme. O mestre também tem que estar disposto a jogar aquele jogo, ele também está ali para se divertir.
O tipo de jogo seria One Shoot, tudo seria definido em uma sessão. Não temos muito tempo para campanhas longas e desejava apresentar o cenário sem pretensões futuras. Escolhi a aventura “A Assombração”, presente no livro, por ser introdutória e rápida. Então, li a aventura e anotei os pontos principais.
A aventura demanda que os investigadores pesquisem jornais e arquivos (os chamados suportes ou "plots"). Assim, preparei o material, para que se encontrada a informação, os jogadores pudessem as ter em mãos. Quando um jogador lê uma pista, ao invés do mestre simplesmente narrar o que ele encontrou, isso cria uma imersão, puxa a mente do jogador para dentro da trama e a deixa mais real.
Construído os materiais de suporte para a aventura, reli os principais capítulos do livro. Para quem deseja jogar rapidamente o Chamado de Cthulhu, recomendo ler: Introdução (pág. 24 a 30), Sobre os Investigadores (pág. 34 a 45), Regras e Habilidades (pág. 51 a 59).
Para entrar no clima, assisti a animação Atthe Mountains of Madness - Short Animation de Michele Botticelli. Se você nunca jogou o Chamado de Cthulhu, recomendo ler o conto inicial do livro ou ver o filme THECALL OF CTHULHU de Andrew Leman.
Por fim, criei um grupo de WhatsAp com o título da aventura, adicionei os jogadores e coloquei uma foto de perfil bem instigante. Criei os personagens e suas respectivas histórias para que cada jogador pudesse ler. Usei essa ferramenta para marcar o horário, combinar as caronas e passar algum material prévio para inserir os jogadores no clima do jogo antes da sessão começar. Nunca dispense as ferramentas de comunicação!
Imprimi as histórias de personagens, criei uma bandeja de dados personalizada reciclando materiais em casa, imprimi uma fotografia de um molho de chaves antigas, a foto de uma igreja em ruínas como suportes finais para a aventura e, fomos para a investigação (jogo)!
Baixe aqui: A Assombração; Suporte para a Aventura

Leia a Parte II - Personagens. 

Em breve a parte III do artigo.

2 comentários:

  1. A volta de um grande mestre sempre é bem vinda pra ajudar a manter a chama do RPG acesa! Qdo rolar outro one shot eu gostaria de participar.

    Eu msm devo testar esses dias mais um pouco o meu RPG infantil, o Pequenos Aventureiros, com a criançada aqui na área. Vamos ver se rola uma mesa pra adultos tb, se rolar te dou o toque.

    No mais, feliz ano novo camarada, assim como pros demais irmãos e irmãs de armas aqui da RPGames Brasil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estar de volta é exagero. Foi apenas uma palhinha.

      Com certeza, na próxima aventura de uma sessão, convido sim.

      Obrigado pelas felicitações. Feliz 2020 e longa vida para o Macunaíma Games.

      Excluir