Jacó Galtran em... È pro Fantástico?!?


É pro fantástico entrevista o escritor de Guerra nos nove Mundos.
(por Filipe Dias)

RPGames Brasil: Nos fale um pouco de você; quem é Jacó Galtran?

Jacó: Sou um pretenso escritor. Jogador de RPG, curitibano, apaixonado por futebol. Após ler as Crônicas de Dragonlance percebi que queria escrever e que nenhuma outra profissão serviria. Criei meu blog e estou tentando levar às pessoas contos de qualidade. Não sei se é relevante para a entrevista, mas também queria dizer que tenho olhos verdes e sou muito lindo.

RPGames Brasil: Você joga RPG? Há quanto tempo? Qual o seu primeiro sistema? O que joga atualmente?

Jacó: Comecei com 3D&T por causa da adaptação de Dragon Ball Z na Dragão Brasil 59. Depois veio GURPS e o D&D 3.0. São os únicos sistemas que realmente domino. Também conheço o AsgardRPG (do nosso amigo Odin) e o Mighty Blade. Comecei em 2001, mas estou sem grupo há anos. Vez por outra jogo sozinho, fazendo o papel de mestre e de todos os jogadores. (Sim, eu sei que isso é insano, mas não me resta muita opção além de fazer isso).

RPGames Brasil: Possui algum blog, qual?

Jacó: Possuo o Contos de RPG. Lá escrevo contos divididos em várias partes. Gostaria de postar com mais frequência, mas meu emprego não me permite ter tanto tempo livre quanto gostaria.


RPGames Brasil: Nos fale sobre as Guerra dos Nove Mundos. Por que ambientar um conto no universo nórdico?

Jacó: É um produto da Asgard Legends, o selo criado pelo nosso bom amigo Odin. Quando eu conversei com ele sobre escrever algo nos Nove Mundos, ele gostou da ideia e me deu liberdade para fazer como achasse que eu devia. (Aliás, um agradecimento público a ele pela confiança!) Não conheço a mitologia nórdica tão bem, exceto por ter lido muitos quadrinhos do Thor há alguns anos e por ter lido sobre isso no livro Divindades e Semideuses, por isso tomei o cuidado de ambientar o "Guerra nos Nove Mundos" em uma ruína subterrânea - um local que podia ser alcançado por qualquer personagem.

RPGames Brasil: Como surgiu a ideia de escrevê-lo?

Jacó: Honestamente, não lembro bem. Creio ter comentado com o nobre Odin que desejava escrever algo na ambientação dele. Ele concordou e eu comecei a trabalhar nisso. Eu queria focar no conflito entre as diferentes raças e tudo começou a partir do desenvolvimento dos personagens.

RPGames Brasil: Qual o diferencial do conto para atrair o público?

Jacó: O diferencial é que ele está disponível de graça. (Péssima piada). Acredito que seja a mescla entre personagens com motivações conflitantes (agradando aos fãs de uma boa história) com as menções que faço das ameaças que existem nos Nove Mundos (agradando aos que apreciam mais ação e combates). Talvez também seja o fato eu não ter tido a pretensão de "reinventar a roda". Usei os elementos que eu gostava e que eram intencionalmente "clichês", e talvez isso possa agradar um bom público.

RPGames Brasil: Pensou em publicá-lo de forma impressa?

Jacó: É difícil, por ser um conto muito curto. Ele está disponível para compra no site do Clube dos Autores, mas é inevitável que o preço seja um pouco alto comparado com o número de páginas do livro. Isso atrapalha um pouco.

RPGames Brasil: Quais seus novos projetos?

Jacó: Quando for possível, quero escrever mais para a Asgard Legends. Continuo postando contos no blog. E estou finalizando um romance de fantasia. Acredito que no feriado de páscoa terei conseguido finalizar as últimas revisões. Depois, registrarei na Biblioteca Nacional e enviarei a várias editoras. Fora isso, tenho planos para transformar esse romance em uma trilogia, tenho planos para um romance ambientado no universo ficcional que criei para meu blog. E por fim, tenho muita coisa definida para tentar escrever uma longa série de livros de fantasia fortemente influenciada pelos livros de George R.R. Martin (sim, eu sou influenciável).
Espero finalizar tudo nessa década ainda.

RPGames Brasil: Agradecemos sua grande contribuição para o RPGames Brasil e desejamos a você, Jacó Galtran, muito sucesso com o livro Guerra dos Nove Mundos e nos novos projetos.

Jacó: Eu é que agradeço e desejo sucesso ao RPGames Brasil e a todos os que lêem o que eu escrevo. Que os ventos da felicidade soprem cálidos sobre seus horizontes.

8 comentários:

  1. Bela entrevista, nobre druida e Jaco! Guerra nos Nove Mundos é um ótimo conto, assim como os outros escritos de nosso amigo escaldo. Fico feliz de saber que o Jaco quer escrever mais para a Asgard Legends! Já pensou quando ele for um escritor famoso daqui há algum tempo e nós podermos dizer que tivemos um trabalho dele publicado pelo selo da Asgard =D?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Astreya, pela presença aqui no blog! Infelizmente, não li o conto ainda, tive problemas para baixa-lo no site da Red Box. Espeto, em breve conseguir esse nobre pergaminho.

      Excluir
  2. Parabéns pela entrevista Druida! Mto legal. Jaco é um excelente escritor e um cara mto legal. Se quiser posso enviar o pdf pra você uma vez que é gratuito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Frodo. O Jaco me enviou o conto. Em breve darei algumas dicas para nossos amigo escritores! A galera tem muito potencial!

      Excluir
  3. Grato pelo espaço, amigo. Vou providenciar uma cópia do conto para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe, quem não chora não mama! Valeu Jacó pela entrevista e por me enviar o conto.

      Excluir
  4. Hahaha "tenho olhos verdes e sou muito lindo"... muito bom, nobres amigos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem Odin, acho que nosso nobre amigo Jacó está a procura de uma Valquíria (rsrsrsrsrsrs). Todos tem os seus dotes!

      Excluir