ROSA, o filme

O futuro nunca foi tão sombrio
(por Filipe Dias)


Explorando o cyberspace quase destruído e abandonado do ORKUT, entrei em uma comunidade chamada “Cyberpunk is now”. Nossos companheiros estavam falando de ROSA, de Jésus Orellana.

O curta-metragem se passa na Terra, em um futuro pós-apocalíptico, onde a vida natural desapareceu. Em meio a destruição, desperta Rosa, cyborg parte do projeto Kernel, a última chance da raça humana para salvar o ecossistema terrestre.

ROSA ganhou notoriedade internacional. Criado por Jésus Orellana, espanhol de Tarragona iniciou o trabalho do curta em 2009. Confiram essa obra prima da cultura cyberppunk.
  


2 comentários:

  1. Animação impecável! O roteiro é interessante, msm num havendo diálogo ele dá o seu recado. + ainda assim, pra mim, um curta é pouco pra explorar o gênero cyberpunk. Faltou o elemento noir, e o questionamento tecnológico poderia c + desenvolvido c o filme fosse maior. Espero q o Orellana faça deste o 1o filme d uma série, pq a temática e o cenário q ele criou ficaram o fino do fino!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JOsé, essa é a ideia do curta. Com baixo custo desenvolver uma história. Suas palavras resumiram bem o que é esse curta!

      Excluir