Torne-se um bom mestre – Parte I


Conheça seus jogadores
(por Filipe Dias)

O mestre do jogo é tido como o narrador, juiz, escritor, diretor, show-man, dentre outras coisas que não vamos mencionar aqui depois que um dos personagens do grupo morre com uma flechada nas costas.

Uma das suas funções é divertir os jogadores. Essa é a mais difícil, mas a mais importante. O mestre atento ao tipo de jogador que está na sua mesa, poderá direcionar as aventuras para que eles se divirtam. Isso só acontece quando a sessão de jogo está de acordo com os objetivos e as ambições dos jogadores.

Baseado no livro Robin's Laws of Good Game Mastering, vamos ver algumas dicas interessantes para que as aventuras e campanhas de você, MESTRE, seja um sucesso para seus você e seus jogadores. O primeiro passo é conhecer os seus jogadores.


The Power Gamer
Conhecido também como poder e acumulação, esse jogador joga por um motivo obvio: PODER. Ele sempre espera uma recompensa por seus atos. Após o combate ele revista os cadáveres. No fim da aventura, espera ser reconhecido. Ele quer ser o maior, o mais forte, o mais rico e o mais poderoso dos personagens. Adora colecionar poderes ou evoluir os que possui ao nível máximo.

The Butt-Kicker
Ele visa o combate. Depois de uma semana estressante, ele se delicia em surrar e esfregar no chão todos aqueles que o desafiam. Seus personagens tendem a ser combatentes ou outras classes com o lado bélico bem desenvolvido. As batalhas são o caminho para o sucesso.

The Tactician
Com um bom gênio militar, ele adora planejar. O Tático gosta de resolver problemas de lógica complexos e desafios realistas. Apegado às regras, ele tende usá-las para guiar suas ações e espera que o mestre faça o mesmo. Satisfá-los é preciso desafiá-los com problemas de lógica.

The Specialist
Criam personagens especializado, como ninjas ou cavaleiros, ladrões e elementalistas. Utiliza as regras para amparar o seu personagem. Eles querem ter a chance de interpretar e usar as suas perícias, de preferência o tempo todo.

The Method Actor
O Ator não se importa com as regras, mas com a interpretação. Ele define suas ações conforme seu entendimento e a psicologia do seu personagem. Ele enxerga as regras, na melhor das hipótese, como um mal necessário. Prefere sessões com poucas rolagens de dados.

The Storyteller
Como o Ator Metódico, ele está pouco preocupado com as regras ou os pontos de experiência. Ele está interessado em participar de uma grande história, onde os atos dos seus personagens fazem a diferença.

The Casual Gamer
Geralmente esquecido nas discussões, o “jogador casual” está na mesa para ser um coadjuvante. Ele não está preocupado com a aventura ou com o jogo em si. As vezes está jogado porque alguém que ele gosta o convidou. Ele se sente bem em estar com o grupo, mas quer que seu personagem apareça o menos possível.

Mestre, quais os tipos de jogadores tem em sua mesa? E vocês jogadores, que classe se enquadrariam? 

Depois leiam: Torne-se um bom mestre - Parte II.

3 comentários:

  1. Eu acho que sou um misto de storyteller e specialist :-) ! Sem dúvida sou o oposto de Power Gamer ;) ! --- Sergio

    ResponderExcluir
  2. Acho que sou uma Storyteller. Minha preocupação é exatamente essa, a de participar de uma grande história na qual meus atos façam diferença! Regras não me incomodam, nem rolagens de dados, mas não me preocupo com elas.

    ResponderExcluir
  3. Eu me considero Storyteller. Gosto de fazer a diferença no cenário.

    ResponderExcluir