Santa Inguinorância!


Dicas para deixar aquele seu personagem idiota ainda mais memorável
(por José Bones)


Neste post iremos falar da burrice. Isso mesmo! Se fala muito sobre bom senso, estratégia e outras coisas espertas, mas a estupidez, o outro lado da moeda, fica totalmente esquecida, marginalizada. Seja por falta de pontos, azar nos dados ou pura e simplesmente como uma característica marcante do seu personagem, ela é algo corriqueira em nossas mesas de RPG. Então, aqui vão alguns mandamentos seguidos por aqueles de pouca inteligência. Assim, você poderá entender o que se passa nas suas cabeças ocas.

1º Mandamento dos Burros: Bom Senso Não Serve Para Nada.

Para que elaborar planos demorados, se você pode agir agora? Enquanto os magos e os ladrões ficam horas a fio discutindo sobre como entrar naquele castelo, você já poderia estar matando alguns guardas lá dentro. É uma questão de dizer ou agir conforme a primeira coisa que vem na sua cabeça. Você não precisa fazer isso no ato, a não ser que o seu personagem também seja impulsivo, como veremos mais adiante. Apenas se mantenha fiel à ideia bruta, sem pensar nas consequências das suas ações. Um bom exemplo é a destruição causada pelo Groo aonde quer que ele vá.

2º Mandamento dos Burros: Um Burro Nunca se Considera Burro.

Ninguém nunca acha que é idiota, a não ser as pessoas sábias. O dito “Só sei que nada sei” de Sócrates confirma esta teoria. Um burro sempre irá opinar e agir conforme o seu raciocínio tosco. E por se achar sabichão, ele poderá até “tentar” fazer coisas sem ter o mínimo conhecimento sobre elas. Um exemplo deste tipo de burro é o Homer Simpson, que sempre se ferra tentando levar a melhor. Se o seu personagem é daqueles que não opina durante a formulação de um plano por não ser tão esperto, definitivamente ele não é burro. Ou ele é tímido, ou então tem uma inteligência no mínimo mediana.

3° Mandamento dos Burros: Burrice Sozinha é Bobagem.

Geralmente, ninguém é simplesmente burro. Quase sempre a burrice “comba” com outras características ou aspectos da personalidade. Bons exemplos são a teimosia, impulsividade, excesso de confiança, megalomania, mal humor, fúria e sorte, entre outros. Estes aspectos têm o poder de “temperar” ainda mais a estupidez do seu personagem. Um bom exemplo era um personagem meu: Tharull, o Cruel, um Minotauro-Muçulmano-Gladiador-Megalomaníaco. Quando ele entrou no grupo, um demônio chamado Kalistor já havia varrido o chão com os PCs duas vezes. Um dia, enquanto todos elaboravam um plano para derrotá-lo, ele sugeriu chegar lá e acabar com a raça dele. Quando o grupo se recusou, dizendo ser perigoso, ele respondeu: “Isto não é nada para Tharull, o Cruel. Tharull mata um Kalistor, dois Kalistor... (então ele para e começa a contar nos dedos) ... TRÊS KALISTOR!!!!” E nem sempre precisam ser desvantagens. Forrest Gump era um retardado que além de seguir tudo ao pé da letra, era pra lá de sortudo.

4° Mandamento dos Burros: Você é Burro, Não suicida.

É sempre bom saber a hora de parar. Ainda mais porque a estupidez mata mais do que a espada, como costumamos dizer no nosso grupo. Levar a burrice até as últimas consequências inevitavelmente leva à morte ou à destruição de tudo aquilo que prezamos. Já tive vários bons personagens com a inteligência de um tijolo. Iinfelizmente, todos eles tiveram uma morte trágica e por algum motivo imbecil. Não que você tenha que sacrificar a interpretação do seu personagem apenas para salvar o seu pescoço. Em POUQUÍSSIMAS exceções, um burro não irá enfrentar um grupo de dez salteadores sozinho e empunhando apenas uma adaga, ou pular de um despenhadeiro para saber a sua altura exata. Além do mais, você, Jogador, provavelmente seja um pouco mais inteligente que o seu PC. Por isso, trate de resguardá-lo sempre que possível. Por exemplo, se o seu personagem é do tipo que bate primeiro e pergunta depois, providencie para ele uma boa armadura ou uma boa quantidade de Pontos de Vida. Assim ele poderá literalmente quebrar a cara com mais segurança. 

5 comentários:

  1. Nó Frodo, o Krull é casca-grossa msm. kkkkk Um dia eu gostaria d v uma tabelinha dele com o Asno, um personagem meu. Um Gigante com a força d um gorila e a inteligência tb. Tanto q no início, a única palavra q ele sabia falar era "asno", o nome dele. Ia c uma dupla boa. kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Para interpretar a burrice tem que ser inteligente... Esse é um grande paradoxo!

    ResponderExcluir
  3. Fazer personagens burros é minha especialidade, ahushausha, e eu garanto que é difícil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriel, com certeza. O cara tem que ser mestre na interpretação para não usar a sua própria inteligência.

      Valeu pelo comentário!

      Excluir