Torne-se um bom mestre – Parte III


Escolhendo o sistema
(por Filipe Dias)

Agora que sabemos quais os tipos de jogadores pode estar em uma mesa e suas motivações, veja a Parte I e ParteII, vamos debater qual o melhor sistema de regras para você e os jogadores.

“Não existe o melhor sistema de regras, mas existe um sistema que melhor se adapta ao seu grupo”. Laws

Todo bom mestre deveria refletir sobre essa frase. Alguns mestres são fãs de carteirinha de um sistema e não dão a mínima para a preferência dos jogadores. Outros, mestram aquilo que seus jogadores querem, mas ficam frustrados porque o sistema escolhido não possui as ferramentas que ele necessita.

Jogadores Power Gamers e Tactians preferem jogos em que as regras são bem definidas, pois sempre tentarão tirar proveito delas.

Butt-kickers focam nas regras de combate. Preferem regras simples, mas que valorizem as habilidades na batalha.

Casual Gamers preferem regras simples, pois não gastarão tempo lendo os manuais e os Storytellers e Methodic Actor consideram a regra um mal necessário. Para eles a melhor regra é aquela que não atrapalha a aventura.

O tema é importante. Mestrar Cyberpunk 2020 para um grupo que prefere fantasia medieval é um convite ao fracasso. Exige muito esforço do mestre e dos jogadores para entrarem no clima da aventura. Não é uma questão de vontade, mas de preferência.

Por fim, o mestre deve decidir o grau de controle que deseja ter sobre o jogo. Sistemas de regras vagos e simples favorecem o controle do mestre. Sistemas detalhados e complexos, com disciplinas, habilidades que aumentam drasticamente com o nível de experiência dos personagens, tendem a favorecer os jogadores.

Encontrar o equilíbrio é a solução, mas lembrem-se das seguintes dicas:
  • Nunca mestre um sistema que não goste.
  • Nunca obrigue os jogadores a jogar algo que não gostem.
  • A sua diversão e dos jogadores está acima das regras.


Nenhum comentário:

Postar um comentário