Rafael Alves em... É pro fantástico?!?

Co-fundador da Ethernalys RPG e colaborador do Moostache
- por Filipe L. Dias

Caros rpgamers, hoje trazemos para vocês Rafael Alves, co-fundador da Ethernalys RPG, cololaborador do Moostache, criador de Duhan-Castil, Thordezilhas-Pets Piratas, jogador, mestre e escritor de RPG.
RPGames Brasil: Quem é esse mosntro chamado Rafael Alves?
Rafael Alves: (risos) Rafael Alves é casado, técnico em segurança do trabalho, cervejeiro, futebolista e fã de Tolkien. Resumindo, é um cara normal.
R.B.: Quando começou a jogar RPG?
Rafael Alves: Conheci o hobby em 2001 com o clássico Vampiro a Máscara (na época o 2°ed).
R.B: Quais sistemas joga ou mestra atualmente? Qual o sistema mais curte jogar e porque?
Rafael Alves: Atualmente tenho jogado mais o sistema D20 com o Old Dragon. Eu consigo equilibrar e tirar o melhor de cada sistema, por isso, creio que não tenha um favorito. Embora o que eu mais joguei foi o Storyteller.
R.B.: Qual a aventura que foi mais memorável para você? Nos conte um pouco como foi?
Rafael Alves: Foi uma aventura de Inimigo Natural, um jogo da Daemon no cenário Invasão. Foi uma história curta onde os heróis precisavam negociar e resgatar com vida uma família que estava cativa de extraterrestres. Essa aventura me marcou porque foi no início de minha jornada como mestre. Eu não tinha bagagem, experiência. Porém os jogadores gostaram muito e até hoje lembram dela com nostalgia. Entre esses jogadores está o grande mestre Fernando Xavier. Se eu consegui um elogio desse cara, então é porque a aventura realmente foi boa.

R.B.: Conte-nos um pouco sobre suas publicações no Moostache. Como surgiu? Como vem desenvolvendo essas ideias?
Rafael Alves: Primeiro eu conheci o Old Dragon (no facebook. Não me lembro em qual página). Daí vi que a proposta do jogo era de ser um mundo aberto, disponível para criação. Isso me cativou pois eu já escrevia histórias, cenários e etc.
O moostache é um blog que aceita colaborações daí resolvi mandar a minha. O livro básico tem um item chamado “o baralho das maravilhas”, é um baralho onde as cartas altas (valete, dama, rei e Às) possuem efeitos mágicos. Diante disso eu criei efeitos mágicos para o restante das cartas de um baralho convencional. O pessoal gostou e publicou.
Mais tarde o Moostache estava precisando de colunista. Eu mandei meu “portifolio” e eles gostaram.
As ideias estão se desenvolvendo na pura luz da criatividade. Tem semana que não vem absolutamente nada na cabeça. Outras vezes vem aí aproveito. Acredito que seja assim com todo mundo.
R.B.: A experiência de criar e publicar suplementos para Old Dragon mudou sua forma de mestrar? Como?
Rafael Alves: com certeza. Eu uso material que publico nas mesas. E coisas que acontecem na mesa eu levo pro blog. Uma coisa completa a outra.
R.B.: A Ethernalys curte organizar One-shots. Como surgiu o grupo e esse trabalho?
Rafael Alves: A Ethernalys surgiu quando nos (amigos fundadores) quisemos levar o RPG para mais pessoas, fora do nosso círculo.
Já o one-shot surgiu porque é o meio mais fácil de fazer os eventos, uma vez que as pessoas que vão, quando retornam, talvez queiram conhecer outros jogos e outros mestres. Então fazer no esquema one-shot garante que os jogadores conheçam o sistema/jogo e participam de uma história com começo, meio e fim. O diferencial dos nossos eventos é que estamos abertos para dar continuidade as aventuras, de uma forma mais particular, caso os jogadores queiram. Tudo e conversado.
R.B.: Como é a recepção do público
Rafael Alves: Tem sido muito positiva. A maioria das pessoas que vão nesses eventos, são pessoas que não tem grupo para jogar. Ou estão afastados do hobby a algum tempo. Nós criamos esse elo e despertamos essa vontade de voltar para as mesas.
R.B.: O que vocês aprenderam com os eventos? Possui agenda para 2018?
Rafael Alves: Aprendemos que ainda temos muito a aprender. Organizar tudo não é fácil e as vezes nos decepcionamos quando o público e abaixo do esperado. Mas também não nos abatemos. 2018 promete pois inaugurou um bar temático de games na nossa região (Barreiro), e já estamos trabalhando uma parceria para iniciar os eventos desse ano.
R.B.: Você também é escritor. Quais livros publicou?
Rafael Alves: Livros para mim ainda é uma utopia e não sei se tenho a disciplina para isso (risos). Podemos dizer que estou enveredando pelos caminhos dos contos. O último se chama O Tomo de Kradór é está disponível para download lá no moostache.
R.B.: Qual a dica que você dá para a galera que curte RPG e quer jogar com você e a Ethernalys?
Rafael Alves: “Fiquem de olho na nossa página e vá aos eventos. É lá que você fará novas amizades e poderá montar seu grupo, caso não tenha um”
R.B.: Como o publico pode adquirir os seus produtos?
Rafel Alves: moostache.com.br e Museu do RPG. Todos gratuitos.
RPGames Brasil: agrademos a grande entrevista que nos concedeu, gentilmente. Esperamos novos suplementos e muitas aventuras.

Rafel Alves: Quero agradecer pela oportunidade e dizer que foi uma honra participar. 

12 comentários:

  1. Bem bacana a leitura, até pra quem já conhece o Rafael e boa parte das respostas. Vamos ver o que ele vai nos trazer esse ano, roll the dice!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super interessante apresentar essa fera para o público.

      Excluir
  2. Muito bacana a entrevista, o Rafael é um ótimo mestre e muito gente boa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tive oportunidade de jogar com ele é a diversão foi plena.

      Excluir
  3. Muito bacana a entrevista. Parabéns, Rafael!

    ResponderExcluir
  4. Esse monstro chamado Rafael é isso e mais um pouco, cara genial, como todos tem seus autos e baixos na cena rpgistica, mas nos últimos dois anos se valorizou e valorizou a ethernlays mais que qualquer ação na bolsa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Considero o grande diferencial dele a produção de material.

      Excluir
  5. Parabéns pelo seu trabalho Rafael, espero te reencontrar lá no Bar dGame nesse próximo evento da Ethernalys. E parabéns também pra você Filipe, por esta iniciativa de dar voz aos desenvolvedores da cena RPGística.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado José. O RPGames Brasil está sempre de portas abertas para dar voz aos rpgistas.

      Excluir
  6. É muito bacana ver onde você está chegando Rafael, com este hobby.
    Vejo que do círculo que fazemos parte, você está levando com unhas e dentes o nome Ethernalys e abraçando a causa.
    Só continue assim 😉

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raphael e Ethernalys expandem as fronteiras do RPG.

      Excluir