As Crônicas de Gelo e Fogo – A Tormenta de Espadas

O Livro Versus a Série - Parte I
por José Noce

Em Fevereiro, sai a nova temporada de Game of Thrones. Por isso, depois de um longo período trabalhando no projeto do meu jogo, o Golpe de Estado, retorno à série de resenhas que comparo a produção da HBO com a obra de George R. R. Martin. Confiram também as resenhas de Jogo dos Tronos I, Jogo dos Tronos 2 e Fúria de Reis. E como avisar nunca é demais, sim, nós temos spoillers.

O primeiro fato digno de nota é que A Tormenta de Espadas é o maior dos tomos de As Crônicas de Gelo e Fogo. O conteúdo das suas 884 páginas abrange o fim da 2ª temporada - o ataque dos White Walkers à Patrulha da Noite – fatos da 3ª, da 4ª e alguns fatos que, provavelmente, só irão aparecer na quinta.

O livro poderia ser dividido em duas partes. A primeira parte é relativa ao fim da 2ª temporada e toda a terceira. Começa com eventos ocorridos no Norte, simultaneamente, aos da Batalha do Rio Água Negra em Porto Real e termina no Casamento Vermelho e nos desenlaces de tal fato. A série manteve uma narrativa, razoavelmente, fiel à do livro. Sam chega a matar um White Walker, mas não para proteger Goiva e seu filho (este é o nome real da filha de Craster), mas durante o ataque contra a Patrulha da Noite. Outro fato é o corte do aparecimento do misterioso personagem Mãos Frias. A série dá um spoiller sobre o destino do traidor Theon Greyjoy, que só aparece no quinto livro.

Aliás, o que eu disse nas outras postagens sobre a nudez gratuita, também digo sobre a violência. A HBO foi muito criticada por fãs e críticos por causa do apelo às cenas de tortura e nudez. Não é que nos livros não ocorra. Neles, as descrições são relevantes para a história. Na série, possuem unicamente o intuito de aumentar a audiência, apelando para o grotesco e o pornográfico.

A segunda parte do livro é relativa à 4ª temporada e ao início da quinta. Começa com os preparativos do casamento entre o Rei Joffrey Baratheon e Lady Margery Tyrell e termina em fatos ainda não descritos na série e que não irei contá-los. A história foi drasticamente mudada em relação ao livro. Muitas subtramas inventadas e fatos ocorrem de maneira totalmente diferente. É compreensível que haja mudanças na trama original, para que os leitores sejam surpreendidos ao ver a série. O problema é que essas mudanças ficaram extremamente medíocres.

A serie dá muitos spoillers do quinto livro. Bran encontra o Vidente Verde nas raízes subterrâneas de um Represeiro junto com os Filhos da Floresta, fato antecipado do 5º volume.

Leia a Parte II dessa postagem, aqui.

3 comentários:

  1. Zé, até que a temperada foi boa, mas não tenho a visão do livro. Concordo com você em relação as cenas de nudez e violência gratuita. São desnecessárias.

    ResponderExcluir
  2. Filipe, a diferença do livro pra série é enorme. Antes, eu via uma temporada de uma vez numa noitada. Depois que a minha leitura ultrapassou a série, me deu preguiça ver a quarta temporada. Que na minha opinião, foi bem chulé comparada com as outras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza a literatura tem mais conteúdo que a serie!

      Excluir