Hammerblood 2 - Capítulo XVII


Águia Flamejante
(por Filipe Dias)

Araor, o mago; Colossos Fast-axe; Elster, o halfling; Nihill Twohand Sword; Wilmorn, o bardo e; Berd Hammerhand seguiram para Sehill. Uma mulher loura, baixa e bonita os acompanhavam. Ela era um dos ladrões que tentaram acabar com Colossos na tarde passada.

Após interrogarem os prisioneiros, descobriram que eles eram apenas ladrões de estrada, mas a garota que diziam ser sua irmã possuía um anel feito pelo mesmo joalheiro que havia feito o colar de Colossos. O guerreiro desconfiava que a garota pudesse ser sua amada, que há anos atrás, haviam se separado quando o navio que estava naufragou, devido a um ataque de piratas bárbaros. Até esse momento, o guerreiro pensava que sua amada estava morta.

Eles chegaram ao porto em busca de um navio que pudesse levá-los para Kethalos. Depararam-se com todos os navios ancorados no cais e com ordens para assim continuar.

- O que aconteceu meu bom homem – perguntou Wilmorn para um guarda que fazia sua ronda.

- Por causa da guerra entre Kethalos e Hildeban, nosso barão deu ordens para que nenhum navio zarpasse até que o conflito cesse. Somente navios particulares podem zarpar.

- Conhece algum, meu bom soldado?

- Procure no escritório do porto, lá poderá encontrar informações sobre os navios e seus destinos.

O escritório era um prédio de três andares. Na verdade, não era nada mais que uma antiga hospedaria. O primeiro andar era ocupado por uma taverna e os dois andares posteriores eram repletos de escritórios.

O taverneiro informou ao grupo que todos os navios particulares já haviam zarpado e que eles estavam sem sorte.

- Todos, exceto um, meus amigos – um homem de aproximadamente quarenta anos interrompeu a explicação do taverneiro. – Há o Águia Flamejante, mas receio que terão problemas se quiser usá-lo.

- Quem é o senhor - perguntou Wilmorn.

- Redmore, antigo contra-mestre do Águia Flamejante.

- Por que antigo?

- Porque nosso capitão enlouqueceu. Parece que um demônio se apossou dele e de parte da tripulação. Eu e mais alguns homens conseguimos escapar, mas o barão dessas terras colocou o navio em quarentena. Em três dias ele afundará o navio.

- Se o ajudarmos a recuperar o navio, nos levaria para Kethalos – perguntou Wilmorn.

- Claro, meus amigos. Eu os levaria para qualquer lugar de Ytarria!

2 comentários:

  1. Qual é o mapa e o sistema que você usa nesse jogo ?

    To lendo desde o inicio e estou curtindo muito ! Vou usar muitas coisas nas minhas proximas aventuras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Breno, esse é um cenario que criei dentro do mundo de Ytarria (GURPS BANESTORM. Segue o link do cenário completo.

      Vou trabalhar em uma ampliação da vila e dos personagens futuramente.

      http://www.rpgamesbrasil.com.br/2010/09/hamerblood.html

      Excluir