Hammerblood 2 - Capítulo XI


Animais encurralados são perigosos
(por Filipe L. Dias)


Elster havia ficado na caverna e acompanhava os fatos que aconteciam com seus amigos através de um olho mágico. Ele viu a corrida do grupo até entrarem no túnel. Depois, todo o combate com os guardas. Agora, seus companheiros estavam sitiados no calabouço.

Um latido de cachorro o tirou do transe. Ele pensou rápido e fechou a entrada da caverna movendo a rocha com magia. Agora, também, estava encurralado.

Enchendo-se de coragem, criou um tapete mágico e subiu em cima. Não podia ficar preso ali. Abriu uma brecha na barreira de pedra e saiu pela passagem. Quatro virotes foram disparados em sua direção. Apenas um o acertou, mas a sua armadura mágica bloqueou o golpe. Após ganhar altura, conseguiu escapar.

La em baixo, cerca de 20 camponeses e quatro besteiros, liderados pelo filho de Sir Collins Smith esbravejavam. O grupo de assalto partiu em direção à fortaleza, mas demorariam a chegar. Elster, voando chegaria primeiro e poderia ajudar os seus amigos.
***

No calabouço, Araor, Colossos, Nihill, Traver e Wilmorn procuravam pelo jovem Berd Hammerhand. Araor e Traver empilharam algumas caixas para barrar a porta e Colossos completou o bloqueio colocando uma iron maiden, abusando de sua força quase sobre humana.

Na prisão havia apenas um prisioneiro. Um velho ladrão que estava com seus dias contados. Ele informou a Wilmorn que o garoto fora levado do calabouço a cerca de dois dias,  Deus sabe para onde. Depois de libertá-lo, Wilmorn se reuniu com os outros na sala de tortura.

Enquanto isso, Nihill tentava negociar a liberdade do grupo com Sir Collins Smith. Entretanto, o cavaleiro mostrava-se irredutível e acreditava que os invasores não tinham chance nenhuma contra seus homens, agora bem postados.
***

Elster se aproximou da fortaleza. Besteiros dispararam flechas com fogo contra ele que acabaram por incendiar seu tapete encantado. Antes que o fogo consumisse o tapete e ele caísse, conjurou uma magia de levitou para longe do tapete em chamas.

Então, Elster percebeu que poderia ser uma forma de distração para os guardas e dar tempo para que seus companheiros sitiados pudessem escapar. Ele começou a criar bolas de pedra e dispará-las contra a formação de soldados no pátio. Apesar de não possuir uma boa mira, os projéteis foram suficiente para quebrar a formação e guardas correram para todas as direções procurando abrigo.

O barulho da confusão no pátio foi como um sinal para o restante do grupo. Traver abriu a porta, mas besteiros bem postados dispararam. Um virote trespassou o peito de Wilmorn que caiu inconsciente. Araor, Nihil e Colossos tinham sido encantados com as mágicas de voo. Eles voaram para o pátio e atacaram os guardas impiedosamente.

Era viver ou morrer. Os combatentes trocaram golpes de espada, laça e machado. Escudos defendiam golpes ferozes. Araor disparava bolas de fogo explosivas e relâmpagos. Colossos e Nihill ceifavam a vida de seus oponentes com golpes poderosos. Por fim, Sir Smith ordenou que as armas fossem baixadas. Seus homens estavam derrotados e não tinham mais como lutar.

- Quem são vocês e o que querem - perguntou o cavaleiro.

- Viemos regatar o garoto e queremos uma saída segura daqui. Sem perseguições - argumentou Nihill.

- Berd Hammerhand foi entregue ao grupo. Traver carregou Wilmorn nas costas e rapidamente, Colossos, Araor, Nihill e o recém-libertado Berd Hammerhand deixaram a forataleza, tentando colocar a maior distância possível entre Walter Smith e eles.

2 comentários:

  1. Foi uma seção super fera, na qual eu fui como espectador. Uma batalha vencida antes de td pelo trabalho d equipe. Parabéns aos players.

    ResponderExcluir
  2. ainda falta muito para os jogadores formarem uma equipe, o que temos é um bando que as vezs trabalha unido,,,, mas te toda a forma esta batalha foi uma diversao intensa

    ResponderExcluir