Belo Horizonte 2.1.2.1

Um cenário para suas campanhas de GURPS CYBERPUNK!
por Filipe L. Dias




Para os amantes da cybercultura, vocês poderão aprofundar nas sombrias ruas de REMEBEH - Região |Metropolitana de Belo Horizonte. Esse cenário caseiro é a base das campanhas de GURPS CYBERPUNK, onde punks desalmados e prostitutas rondam as ruas em busca de drogas. Mercenários e neo-samurais travam combates sangrento utilizando-se a vantagem da alta tecnologia. Netrunners viajam pela matriz, sobre a crista das ondas de informações em busca do grande golpe que fará com que eles se aposentem e não mais arrisquem seus cérebros contra um gelo negro.

Belo Horizonte 2.1.2.1 possui a intenção de ser pano de fundo para uma campanha. Ele foi escrito   com base nas idéias apresentadas no GURPS CYBERPUNK, CYBERPUNK 2020 e SHADOWRUN 2 Ed. São mais de 30 páginas onde vocês encontrarão uma descrição detalhada da cidade, forma de governo, corporações e crime organizado. Há também dois novos sistemas e a descrição da rede viral que permite o netrunner estar no meio da ação e invadir a rede. Outro ponto interessante é o capítulo Movimentadas  Ruas de BH, um guia prático para jamais deixar a ação esfriar e manter os jogadores vivendo intensamente a sua aventura. Afinal, a vida pulsa da sarjeta até os enclaves corporativos.

Mestres e jogadores poderão incluí-lo em suas campanhas ou utilizar a base para construir a sua própria cidade cyberpunk. Nos vemos no tiroteio de sábado a noite. A propósito punk, ler esse manual das ruas te ajudará a chegar lá vivo. Viva no limite!




7 comentários:

  1. Caraca borther 35 paginas! rs! Juro que quando tiver um tempo eu leio! :D

    ResponderExcluir
  2. LP... diria que ainda está em trabalho de desenvolvimento. Nesses anos que jogo cyberpunk, resolvi criar um cenário para minhas aventuras.

    Em breve estarei postando o livro GURPS CYBERPUNK CONTATOS e Drones e Teleguiados. Cara, deu trabalho, mas valeu a pena criar esses manuais.

    Espero que goste e estou disposto a críticas e sugestões para melhorar o BH 2.1.2.1.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o trabalho, as imagens ficaram perfeitas, e ter posto ele em pdf, parece até trabalho profissional. eu gostei da descrição de Belo Horizonte no ano de 2121, meu tipo de cidade. Pena que não tem um bom chamado para a maioria dos grupos de rpg que tem preferencia por fantasy, cyberpunk assim como iluminati é um cenario tão doido, as diferenças socio=culturais são tão gritantes que você vê de tudo enquanto anda de uma esquina a outra, e acha aquilo tudo normal, claro se for comparar com os dias de hoje, não é tão diferente assim. Cito o caso em que a policia cercou um grupo de bandidos em um predio, mas graça a astucia dos bandidos, eles sairam e a policia nem percebeu, até hoje a policia especia (o centro de inteligencia da policia militar) não sabe como eles sairão do predio. E cyberpunk é isso entrar e sair e deixar o mestre perdido na suas ideias.

    ResponderExcluir
  4. Cara, sou obrigado a concordar! Quando vocês executam uma jogada de "Mestre", a aventura fia doida de mais! RPG é isso ai! É ser criativo dentro do cenário, da aventura e das possibilidades que o mestre dá ou os jogadores criam!

    ResponderExcluir
  5. "Possibilidades que o mestre dá"_De onde vc tirou isso, nosso mestre de cyberpunk não da possibilidades nenhuma, só tira elas fora pra ter mais controle do jogo. Eu quero ver a proxima aventura de cyber, claro eu não vou estar jogando, mas faço questão de aparecer só pra ver a galera jogando. Vai ser maquiavelico.
    d(-_-)b

    ResponderExcluir
  6. Lan, nosso Mestre na verdade é um Zargon 2.0, q mata sem dó. Até hj eu num sei como é q o Lotec levou um tiro d fuzil laser na cara, escapou d uma lobotomia, é foragido da polícia, perseguido pela máfia, e tá vivo pra contar a história! Só posso dizer q eu sou mto cagão msm.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos que voltar a jogar essa aventura para terminar o serviço no Lotec.

      Excluir